Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2017

Governança na Administração Pública: Desafios e perspectivas das Instituições de Educação Tecnológica

Boa noite!

Aproveitamos o post de hoje para divulgar para vocês a publicação da 3ª edição da Revista Eletrônica Navegador, periódico da Controladoria Geral do Município de Natal coordenado por mim, Victor Godeiro, sob a supervisão do Prof. Dr. José Dionisio Gomes da Silva, Controlador Geral do Município.

Nessa edição, trazemos um texto especial e de peso. O Prof. Dr. José Matias-Pereira, conhecido em todo o Brasil por seus livros, artigos científicos e entrevistas escreveu um artigo que reproduzimos abaixo, na íntegra. Boa leitura!

Governança na Administração Pública: Desafios e perspectivas das Instituições de Educação Tecnológica

(Palestra feita no CONCECTAIF/CONECTAE – Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, Brasília - DF, 07 de outubro de 2016.) 

José Matias-Pereira é economista e advogado, Doutor em ciência política (área de governo e administração pública) pela Universidade Complutense de Madri, Espanha, e Pós-doutor em administração pela Universidade de S…

Publons - um site para revisores de periódicos

Imagem
Os periódicos científicos são responsáveis por publicar os estudos dos pesquisadores e o modo mais comum que os periódicos utilizam para garantir que o seu trabalho tem qualidade científica suficiente para ser publicado é fazer com que ele passe por uma double-blind review – que consiste em uma revisão às cegas em que nem o revisor sabe quem é o autor, como o autor não sabe quem é o revisor. Nessa perspectiva, os revisores, como colaboradores anônimos na evolução da ciência, não recebem todos os créditos que fazem jus. Porém, um site resolveu mudar um pouco essa situação, colocando os revisores em posição de destaque: o Publons. É um site que está na ativa desde 2011 e que serve como uma espécie de rede social onde os pesquisadores podem publicar quantas revisões fizeram, quais foram os artigos revisados e para quais journals. Assim, ficam públicos os dados de suas contribuições em formato de tabelas e gráficos, permitindo que a comunidade acadêmica veja sua participação como revisor…

O prefeito e o cidadão: quem devemos aplaudir?

Imagem
Vamos imaginar duas situações distintas: (a) um cidadão doa R$ 216.000 durante o ano de 2017 para instituições de caridade; e (b) um prefeito consegue melhor aplicar 0,0005% da receita arrecadada em um ano com uma ação específica. 
Ambos os casos são vivenciados simultaneamente pelo cidadão paulista. O prefeito recém-empossado do município mais rico do Brasil, João Doria Júnior (PSDB), prometeu doar o salário (R$ 18.000) para uma instituição de caridade por todo seu mandato. E a maioria dos cidadãos achou a atitude louvável. 
Agora vamos detalhar as duas situações, separadamente, do ponto de vista de repercussão social. 
O fato de qualquer cidadão doar qualquer quantia para uma instituição de caridade é um ato digno, ainda mais em se tratando de R$ 216.000/ano, um dinheiro que com certeza ajudará diversas pessoas necessitadas. Esse gesto provavelmente receberá atenção e será divulgado e a sociedade o aplaudirá – e nada mais correto. Enfim, o que podemos argumentar? O dinheiro é dele.…